antónio costa pinto

António Costa Pinheiro, “O pintor ele mesmo no seu espaço poético”, 1979/80. Óleo/tela, 175×125 cm. Coleção Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão. Fotografia de Mário de Oliveira. Arquivo Fotográfico CAM-JAP

António Costa Pinheiro, “O pintor ele mesmo no seu espaço poético”, 1979/80. Óleo/tela, 175×125 cm. Coleção Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão. Fotografia de Mário de Oliveira. Arquivo Fotográfico CAM-JAP